Glaucoma

É a designação genérica de um grupo de doenças que atingem o nervo óptico e envolvem a perda de células ganglionares da retina num padrão característico de neuropatia óptica. A pressão intra ocular elevada é um fator de risco significativo para o desenvolvimento de glaucoma, não existindo, contudo uma relação causal direta entre um determinado valor da pressão intra ocular e o aparecimento da doença — enquanto uma pessoa pode desenvolver dano no nervo com pressões relativamente baixas outra pode ter pressão intra ocular elevada durante anos sem apresentar lesões. Se não for tratado, o glaucoma leva ao dano permanente do disco óptico da retina, causando uma atrofia progressiva do campo visual, que pode progredir para visão subnormal ou cegueira.

Geralmente o glaucoma não tem uma causa conhecida sabendo-se apenas que está relacionada com uma interrupção na corrente do fluído ocular (o chamado humor aquoso). Se os canais de saída do fluído estiverem abertos, designa-se glaucoma de ângulo aberto; se os canais estiverem bloqueados pela íris, denomina-se glaucoma de ângulo fechado.